fbpx
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on telegram

I started to write songs/poems when I was 15 years old, and I can still remember the feeling after my first one. I remember that piece of paper washed away all my anger and surprised me big time. I thought it was really cool to change the emotional state like that. I was getting to know me, writing. To add a guitar to the equation was an easy decision. I love everything about acoustic guitars, and this song is a tribute to those creative elements in my life. And a reminder of the uniqueness behind anything we do. No rules for art. Just feeling.

Lyrics

Alívio

A Alma toca eu sinto, alívio
Eu não procuro, eu respiro
Isso não se resume a regras
O que ressoa é nossa vida

Na busca
No Suor
No Dia-a-dia
Eu to aí na correria

Eu espero a hora certa
Ou me jogo?
Eu preciso escolher
Estou coletando horas pra fazer o que gosto de fazer

Se eu não encarar o medo …

Alívio
A Alma toca eu sinto, alívio
Eu não procuro, eu respiro
Isso não se resume a regras
O que ressoa é nossa vida

Quanto tempo eu tenho
O que q falta?
Qual será a minha missão?
Falta algum recurso, alguma coisa ou só imaginação?

Pegue minha alegria e compare com aquela logo ali
Mas, ninguém é igual!

Alívio
A Alma toca eu sinto, alívio
Eu não procuro, eu confiro
Isso não se resume a regras
O que ressoa é nossa vida

Alívio
A Alma toca eu sinto, alívio
Eu não procuro, eu confiro
Isso não se resume a regras
O que ressoa é nossa vida

Info

Written and Produced by ROD

ROD: Guitar, vocals, backing vocal, djembe, and some other spices