fbpx
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on telegram

Muitas vezes eu escrevo as músicas como mantra, nota de cabeceira, diário de bordo. Essa é uma que eu escrevi quando ainda achava que os meus sonhos estavam distantes, MAS eu tinha algo muito forte dentro de mim dizendo que tudo ia acontecer no seu tempo. As coisas estão acontecendo todos os dias e principalmente agora com essas 40 músicas eu consigo ver que a gente vai contruindo devagar (às vezes precisamos de uma jornada dessa pra motivar a gente a entregar pro mundo 😆 mas estamos sim sempre na direção certa. Às vezes uma “loucura” dessas como esse projeto mostra o quanto já pensamos, ensaiamos e escrevemos esse sonho pelos anos … agora é só gravar. E lançar 🚀
.
I often write the songs as a mantra, or a journal. This is one I wrote when I still thought my dreams were distant, BUT I had something very strong inside me saying that everything would happen in the right time. Things are happening every day and especially now with these 40 songs I can see that we are building slowly (sometimes we need a journey like this to motivate us to deliver to the world 😆 but we are always in the right direction. Sometimes such a “crazy” project as this one shows how much we have already thought, rehearsed and worked on this dream over the years … now we just record. And launch 🚀

Lyrics

Pega Maneira de ViVer, sacode a poeira e manda ver
Uma cachoeira para entender o amor cotidiano
Senta aqui vou tocar procê. Falar de amor mas fazer
Espera o refrão pra entender Que tudo que bom está em você
RE Co Nhe CI MENTO

Se segue a ilusão desenfreada. A paz condicionada por coisas
Coisas mais coisas são: Um monte um tanto uma porção
Chuta o balde da ressaca abre a janela deixo um ar entrar

Sente a corrente do bem agir Pra transformar é só a gente decidir
E ver direito que o sofrimento tira lasca mais não cala o coração
E no momento que eu canto é só o som

Doces vidas pelos mares só essa loucura pra curar
Você imagina algo impossível só cabe aquilo que o seu sentido dá. É SEU.


Nessa Maneira de ViVer, sobreviver e merecer
Um lápis numa mão e na outra a folha em branco
Levanto e vejo a diferença a rede é forte mais não aguenta
E no final vou entender, valeu o tempo valeu o trampo
RE Co Nhe CI MENTO

Na equação “estar e ser” eu me equilibro no momento
O meu dever o meu prazer, caminhando e cantando
No meu refúgio fico sussa fecho os olhos posso imaginar

Sente a corrente do bem agir Pra transformar é só a gente decidir
E ver direito que o sofrimento tira lasca mais não cala o coração
No momento que eu canto é so o som

Doces vidas os seus males só a loucura pra curar
Você imagina algo impossível só cabe aquilo que o seu sentido dá. È SEU.

Info

Written and produced by ROD

ROD: Guitar, vocals, percussion